segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

#DILMA insiste nos "êxitos e acertos" de seu governo



Discursos são ardilosos e "construídos" através de armadilhas para os ouvintes / expectadores incautos, despreparados para avaliar criticamente as intenções por detrás das palavras. Está claro que um presidente da república não escreve sozinho seus discursos; ao contrário, um pequeno "colegiado" se incumbe de fazê-lo, sob as lentes dos assessores políticos e dos "magos" da publicidade.

Com #DILMA não é diferente, principalmente porque ela não é um exemplo de talento da oratória! Seus últimos pronunciamentos "de improviso" têm evidenciado as "gaffes" e os vexames de um mandatário despreparado para o cargo que exerce, com todas as suas implicações políticas, internas e internacionais, no âmbito da Economia, da Educação e da Sociedade em geral.

O que #DILMA inovou na política brasileira?

Na verdade, ela não inovou, mas tornou mais claras suas relações com as diferentes esferas do poder. E isso não é um elogio, pois essa clareza evidencia a falta de inteligência de seu governo em dissimular as intenções por detrás das decisões políticas. Se #LULA disfarçava muito bem suas relações com as lideranças do agronegócio, da mineração, das empreiteiras e dos banqueiros, já #DILMA tornou essas "ligações perigosas" muito evidentes, dando a palavra a seus assessores mais diretos, e demonstrando sua vocação para o desenvolvimentismo a qualquer preço, traço marcante de sua "liderança".

O fato é que as "obras do PAC", iniciadas ainda sob a batuta de #LULA, e que a consagraram como a "gerentona" do seu antecessor, não evoluíram por absoluta falta de planos, de projetos, de uma visão de longo prazo desse partido que enganou a todos os seus admiradores, mas não enganou as maiores vítimas: os pobres e miseráveis, que continuaram acreditando nas promessas vãs e na honestidade e lisura do PT!

O principal instrumento de permanência no poder do Partido dos Trabalhadores é o Bolsa Família, depois complementado por outros artifícios como o "Luz para Todos", o "Minha Casa, Minha Vida", o "Mais Médicos", programas populistas com os quais o PT pretende garantir #DILMA no poder por mais 4 anos e, com isso, comprovar a "Profecia do Dirceu" de permanecer no poder por 20 anos!

E o que disse #DILMA em seu pronunciamento de fim de ano? Além de criar o fantasma da "Guerra Psicológica" promovida por alguns setores da sociedade (afinal, todo governante tem os seus fantasmas: Jânio Quadros falava em "Forças Ocultas"!), seu discurso não acrescentou nada de novo à verborragia inaugurada por #LULA e acompanhada pelos seus seguidores e "discípulos".

Cita ela esses "programas de governo" como se fossem uma verdadeira "Revolução Cultural à Brasileira", que transformou a Sociedade e descortinou uma "Nova Era" para as Políticas Públicas praticadas por esse governo que aí está há mais de uma década. Cita o "Milagre do Pré-Sal" como a redenção de nosso povo e a chave que irá abrir as portas para uma nova era de prosperidade e de realizações para a Educação e a Saúde Pública. E isso nos remete ao famoso período da Ditadura Militar, com o comando da Economia nas mãos de Delfin Neto, período este conhecido como o "Milagre Brasileiro". Na época dizia-se em "primeiro fazer crescer o bolo para depois distribuí-lo, acabando com a pobreza.

Porém, nem o bolo cresceu, nem a pobreza diminuiu. Pelo contrário, a consequência desse "milagre" inconsequente foi o endividamento externo feito para financiar as obras faraônicas da Hidrelétrica de Itaipu (na época a maior do mundo), a construção da Ponte Rio-Niterói, a construção da famigerada e trágica Rodovia Transamazônica, entre tantas outras. Nada disso nos ergueu da condição de país do "Terceiro Mundo", nem erradicou a miséria, a fome e a precária Saúde Pública responsável pelos piores índices de mortalidade infantil do Brasil.

Agora, esse governo do PT de #DILMA e de #LULA retomou a construção de hidrelétricas gigantes na Amazônia, está asfaltando a Transamazônica, incentivou e financiou o Agronegócio e redimiu as Empreiteiras e Mineradoras a ajudar na devastação da maior Floresta Tropical do mundo! Quanta imaginação, não é mesmo? Aqueles que combateram a Ditadura agora seguem sua "escola"!

Para um discurso de fim de ano acho que basta.O que poderemos esperar do PT? Aliás, o que poderemos esperar de nosso povo, se pouco mais de trinta moedas são suficientes para calar a boca do brasileiro, levando-o a idolatrar #LULA e referendar #DILMA em uma reeleição que já está ganha antes mesmo que as campanhas alcancem as ruas e a televisão de nossa triste Nação?

Olhando o espectro político não temos mesmo muita escolha: ou #DILMA, ou Eduardo Campos, ou Aécio Neves... que pobreza de políticos! De nada valeu o esforço de finalizar o maior julgamento político de nossa história, colocando na cadeia os Zés Dirceu e Genoíno, o Marcos Valério e uma enorme plêiade de figuras que poderiam ter feito parte de nossa memória política, não fossem as falcatruas em que se meteram, sujando o nome do Brasil no exterior e destruindo a imagem de um partido ético, que seria a opção (lembram? oPTei!) para o povo e para grande parcelas dos intelectuais brasileiros!

Pois agora ela, a "Gerente do PAC", a "Presidenta", a "Guerrilheira Arrependida" e a pior figura que passou pelo Planalto em toda sua história, essa figura patética está segura de que a reeleição está garantida pelas pesquisas de opinião pública, que revertem as revoltas populares de junho e mostram que é muito fácil enganar o povo: basta dar umas migalhas, como o "mensalão dos pobres", e os cordeiros seguirão seus passos até o inferno, referendando a devastação causada pelas obras da Amazônia, pelas mineradoras estrangeiras que em breve virão para surrupiar nossas riquezas em troca de migalhas, pelos latifundiários que plantam SOJA e criam GADO (o que dá na mesma, pois a soja é o alimento do gado).

Não vejo perspectivas favoráveis para o próximo ano. Nem para a Economia, que continuará em seus passos miúdos, que mal cobrem o crescimento demográfico e a imperiosa necessidade de criação de novos empregos para os jovens que entram no mercado de trabalho; nem para o ajustamento das disparidades sociais crescentes, que fazem da "classe média" a fonte de recursos para financiar os gastos públicos através de impostos cada vez mais aviltantes; nem para a Educação, que continuará aumentando o imenso fosso que separa as "castas sociais" que dizem não existir no Brasil, mas que distinguem os "cidadãos de primeira classe", os bem-nascidos que herdaram a fortuna desonesta de seus pais, da população negra, parda, indígena, que desmistificam a falsa moralidade daqueles que dizem não haver preconceito racial no Brasil.

2014 será como 2013 e como todos os anos desse Novo Milênio, dessa "Era de Aquários", que deveria resgatar a Paz, a Harmonia, a União entre os homens, mas que não passou de mais uma ilusão, igual àquela de todos os seres humanos, que acreditam que o simples virar de uma página do calendário será capaz de realizar o milagre de transformar o mundo em que vivemos, ameaçados por nós mesmos, incapazes de reverter o quadro de devastação que irá varrer a humanidade da face da Terra, mas que ninguém quer acreditar que seja verdade, e não invenção dos Ambientalistas, esse bando de fanáticos que querem acabar com a "Farra do Boi"!

Portanto, parabéns àqueles crentes, muitos dos quais Evangélicos, que votarão em #DILMA e apagarão as causas e as consequências do Mensalão! Parabéns a todos que fazem do #PT o seu partido de coração, acreditando em "fadas e duendes" que criaram o "partido mais ético da História do Brasil"! Parabéns a vocês que foram às ruas, exigindo reformas e o fim da corrupção, mas se calaram no momento crucial em que #DILMA e todo o Congresso deram o golpe de misericórdia em suas reivindicações, tomando para si as rédeas da transformação que nunca acontecerá em nossa sociedade! Parabéns e Feliz 2014!
Postar um comentário

BPMN