segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Hipocrisia do Congresso Nacional

A nova versão para se descaracterizar o Código Florestal Brasileiro não traz novidades: fizeram uma maquiagem do remendo para satisfazer a famigerada Bancada Ruralista, dos poderosos Blairo Maggi e Ronaldo Caiado, assegurando a "anistia" aos desmatadores e infratores da Lei.

A realidade é sempre a mesma: fazem mudanças radicais e inaceitáveis, depois retiram o supérfluo e deixam o essencial, que é a destruição das proteções às nossas florestas, rios e biomas mais visados pelo agronegócio (Cerrado e Amazônia). Vencem pelo cansaço!

Essas discussões não fazem o menor sentido, uma vez que a sociedade brasileira não tem consciência do que está em jogo: o futuro da Nação Brasileira. Chegam ao absurdo de dizer que os ambientalistas são comandados por ONG´s internacionais, que querem excluir a Amazônia do território nacional. Estupidez sem nenhuma base! Pelo contrário, são os ruralistas que querem manter seu domínio sobre o Congresso e até sobre a Presidência da República, eximindo latifundiários criminosos de pagar pelos crimes ambientais que cometeram!

Lamentavelmente, esse arremedo de lei passará pelo Congresso e será aprovado pela Dilma Rousseff, que sempre manifestou suas simpatias pelos chamados "desenvolvimentistas", que querem apenas se enriquecer às custas da destruição irreversível de nossos ecossistemas mais valiosos. Argumantação mentirosa não falta nessa pantomima, cujo final já está publicado, pois seus algozes comemoram, antecipadamente, sua "vitória"...

Vitória de Pirro, pois quem perde com isso é o BRASIL, são os nossos filhos! É o nosso futuro que está sendo espoliado pela ganância de poucos, os mesmos que sempre mandaram neste país. Nesse momento se evidencia a tragédia que representam os conchavos políticos, que colocaram em um mesmo plano os partidos políticos de todas as matizes. Já não existem partidos ÉTICOS! Foi o tempo em que até a oposição temia o Partido dos Trabalhadores pela lisura de seus atos, de seu programa de governo, de suas propostas para a Nação Brasileira. Hoje, estão todos "no mesmo saco"!

Já desvirtuaram a proteção às Cavidades Naturais, e nossas cavernas estão ameaçadas pelas mineradoras. Muito já se perdeu de nosso patrimônio arqueológico pela mesma ganância que agora ameaça as florestas, os rios, os animais selvagens, as plantas medicinais, a mais rica fonte de fármacos do planeta! Em breve veremos esses políticos inescrupulosos comemorando seu grande feito: proteger os latifundiários que invadiram áreas de proteção permanente para plantar soja, criar gado e produzir álcool... e nos lembraremos, um dia, com tristeza e melancolia, da trova portuguesa imortalizada por Chico Buarque em seu Fado Tropical: "ai esta terra ainda vai cumprir seu ideal: ainda vai tornar-se um imenso canavial!" ou completaríamos: "sojal, eucaliptal, capinzal"...?
Postar um comentário

BPMN