segunda-feira, 5 de março de 2012

Annapurna, um grande desafio!


NICLEVICZ E SORIA - Apareço com o meu querido amigo Carlos Soria, logo após a escalada do Makalu (8.463m), a 5ª maior montanha do mundo, chegamos ao cume no mesmo dia, 11 de maio de 2008. - Foto: www.niclevicz.com.br
Estimados Amigos,

Enfrentar grandes desafios causa certa ansiedade, exatamente o que eu estou sentindo nesses últimos dias. Mas deixar de aceitar desafios, somente para se sentir tranquilo, é o mesmo que continuar perdido, sem rumo. Dia 18 de março estou embarcando para o Nepal, para enfrentar o Annapurna, a décima maior montanha do mundo, com 8.091 metros de altitude.
SLACKLINE - Carnaval no Marumbi, treinando forte para o Annapurna, quatro subidas em sete dias até o ponto mais alto (mil metros de desnível). Slackline e banho de rio para relaxar.
14OITOMIL - Confira as 7 montanhas acima de 8.000 metros que Niclevicz já escalou.
Arte: Elias Luiz

Embora o Annapurna tenha sido o primeiro Oito Mil a ser conquistado (em 1950, por uma expedição francesa), é o menos escalado e considerado o mais perigoso, devido ao grande risco de avalanches. Apenas 191 alpinistas completaram a sua escalada com sucesso, e 64 morreram nas tentativas, seu índice de fatalidade é altíssimo, 33,51%, ou seja, para cada três alpinistas que chegam ao cume há uma morte.

Annapurna, em sânscrito, quer dizer “deusa das colheitas”, seu maciço tem 55 km de comprimento e se ergue ao lado do vale do rio Kali Gandaki, o mais profundo da Terra, em razão de, no outro lado deste vale, a 34 km de distância, ficar outra montanha com mais de oito mil metros, o Dhaulagiri (8.167m), a sétima maior montanha do mundo.

Existem apenas catorze montanhas na Terra com mais de oito mil metros de altitude, conhecidas como os “14 Oito Mil”. Até hoje apenas 28 pessoas completaram este feito extraordinário, considerado o maior desafio mundial para os alpinistas.

Eu já escalei sete dos 14 Oito Mil, entre eles duas vezes o Everest (8.848m) e o temível K2 (8.611m) (o mais difícil de todos e atualmente o segundo mais perigoso). Caso tenha sucesso no Annapurna, pretendo me dedicar a completar esse imenso desafio, mas para isso vou depender de patrocínio.
A expedição ao Annapurna está recebendo um importante apoio da XP Investimentos www.xpi.com.br, mas quem está pagando a maioria das despesas sou eu mesmo, com o dinheiro que arrecado nas palestras que faço para as empresas.

Estou indo para o Annapurna junto com a expedição do meu querido amigo Carlos Soria, espanhol que já escalou 11 dos 14 Oito Mil, e conta hoje com 73 anos!!! Um belo exemplo de que não existe limite de idade para enfrentar grandes desafios, seja lá quanta ansiedade isso pode significar. O que é preciso é coragem para continuar acreditando nos próprios sonhos e disciplina para se preparar da maneira adequada.

Em breve mandarei novidades diretamente do Himalaia, toda a expedição poderá ser acompanhada aqui no meu site, em atualizações que serão enviadas via satélite das montanhas.


Um forte abraço,
Waldemar Niclevicz
________________________________________________________________________

Reproduzo acima uma reportagem do Waldemar Niclevicz, publicada no Portal Extremos, em sua homenagem pela coerência do trabalho que vem realizando há tantos anos, e como gratidão pela imagem que projeta do Brasil no circuito mundial de montanhistas de 1ª Classe! Embora não tenhamos montanhas de mais de 3.000 metros de altura, temos excelentes montanhistas e uma tradição já formada de grandes feitos internacionais. E a lição de Carlos Soria me incentiva a perseguir meus modestos sonhos de escalada: afinal, manter-se ativo - e entre os melhores! - aos 73 anos de idade, é uma referência para todos aqueles que não desejam passar simplesmente pela vida, mas querem deixar suas pegadas nos lugares mais inóspitos e deslumbrantes! Que eles sejam nossos guias em busca de grandes feitos, ainda que sejam grandes apenas para nós! Parabéns, Niclevicz e Soria! 


Fonte: Portal Extremos

Postar um comentário